Brasil tem um dos piores índices de proficiência do mundo

 

O Brasil ostenta um dos piores índices de proficiência na língua inglesa do mundo. É o que indica pesquisa da escola e agência de intercâmbios Education First (EF).

De acordo com o estudo, os brasileiros receberam nota média de 47,27 no índice English Proficiency Index (EPI) – desempenho inferior ao apresentado por participantes de países como Argentina, Costa Rica e República Tcheca.

Com isso, o Brasil conquistou a 31ª posição em ranking de 44 países que não têm o inglês como língua oficial.

Leia na íntegra materia da Revista Exame

http://exame.abril.com.br/carreira/noticias/brasil-tem-um-dos-piores-indices-de-proficiencia-em-ingles-do-mundo

Advertisements

Do you speak google?

A matéria de capa da Veja desta semana trata dos avanços extraordinários que o Google tem feito em seu tradutor e aponta , através de citações de especialistas em várias áreas , o futuro da comunicação entre diferentes povos . Causou-me perplexidade a afirmação de que a língua Inglesa será a última língua franca . Bem, a reportagem é 95% Google. Deixo aqui , então alguns questionamentos :
  • Estamos usando a tecnologia como ferramenta para desenvolver ou embotar habilidades humanas como comunicação e relações interpessoais ?
  • Que legado de educação deixamos para futuras gerações ? O estímulo a usar ferramentas ou a desenvolver o senso crítico e o espírito curioso por diferenças culturais ?

Li um belo ensaio do escritor- tradutor afegão-americano Tamar Ansari dizendo que jamais conseguiria traduzir em uma única palavra o termo farsi “qukh”, que significa a sensação na pele de ter a roupa úmida colada ao corpo e a sensibilidade que causa despreender a roupa da pele. Tudo bem que talvez isso não seja lá muito necessário ou prático. Mas será que o Google traduziria essa riqueza de linguagem ?

Space Architects

A empresa de consultoria de tendências inglesa Fast future realizou uma pesquisa para levantar as possíveis novas carreiras do futuro até 2030 .107 novas profissões foram elencadas , dentre elas a de Arquiteto espacial .Leia abaixo trecho do report original . Coloquei em negrito as frases essenciais que podem auxiliá-lo na compreensão geral do trecho.

In the report it is said that “Space Architects like their earthbound counterparts must address the total built environment, not only its components elements and systems. Hence designing solution for Space involves a broad understanding of the issues and requirements that impact overall planning and design success. Important considerations include: influences of unique conditions of the space environment upon construction processes and material options: physiological, pyschological and sociological impacts of isolation and stress; and human factors design issues associated with human adaptation and performance in weightless and partial-gravity habitats. A Space architect’s costumer could include governments , private developers , manufacturers and, in time, firms such as banks, hotel groups and retailers .

source http://fastfuture.com

Farm Design

By the year 2050, nearly 80% of the earth’s population will reside in urban centers. Applying the most conservative estimates to current demographic trends, the human population will increase by about 3 billion people during the interim. An estimated 109 hectares of new land (about 20% more land than is represented by the country of Brazil) will be needed to grow enough food to feed them, if traditional farming practices continue as they are practiced today. At present, throughout the world, over 80% of the land that is suitable for raising crops is in use (sources: FAO and NASA). Historically, some 15% of that has been laid waste by poor management practices. What can be done to avoid this impending disaster?
source www.verticalfarm.com
Have you ever thought of Architects as Farm designers?